quinta-feira, 26 de março de 2015

Prouni: Como funciona? Quem pode fazer?

O Prouni (Programa Universidade para Todos) é um programa do Governo Federal que tem o objetivo de ampliar o acesso à educação no Brasil por meio da oferta de bolsas de estudos parciais (no valor de 50%) e integrais em faculdades particulares. O programa foi criado no ano de 2005, e são realizados dois processos seletivos por ano, um por semestre.

Quem pode participar?

O Prouni possui duas modalidades de seleção: regular e das bolsas remanescentes. Nos dois casos, para concorrer à uma das bolsas, o candidato precisa obedecer a alguns pré-requisitos: Não possuir diploma de curso superior Ter cursado o ensino médio integralmente em escola da rede pública, municipal ou estadual Ter cursado o ensino médio completo em escola da rede privada, ou seja, particular na condição de bolsista integral; Ter cursado o ensino médio parte em escola da rede pública e parte em escola da rede privada, na condição de bolsista integral da própria escola privada; Ser portador de deficiência Ser professor da rede pública de ensino, atuando no magistério da educação básica. Nesse caso, o candidato deve concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Além disso, é importante deixar claro que todas as bolsas, sejam elas parciais ou integrais estão condicionadas à renda, já que o programa pretende aumentar o acesso aos cursos superiores principalmente por alunos de baixa renda. Ou seja, para concorrer à uma bolsa integral, o aluno deve possuir renda familiar de até um salário mínimo e meio por pessoa. Para as bolsas parciais, o valor é de até três salários mínimos por pessoa.

Bolsas remanescentes Prouni

Se não forem preenchidas todas as bolsas no processo seletivo regular, o Prouni oferece e a possibilidade de serem ocupadas por um processo seletivo remanescente. Nesse caso, os candidatos obecem aos mesmo pré-requisitos anteriores.

Prouni e Enem

Além dos requisitos que citamos anteriormente, uma das condições para concorrer à uma das bolsas do Prouni é a realização do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. O exame é importante para a classificação no processo seletivo para as bolsas. No caso do processo seletivo regular, o candidato deve ter realizado do Enem no ano anterior a inscrição e ter obtido nota média igual ou superior a 450 nas provas e não ter zerado a redação. Já no caso da vagas remanescentes, o candidato precisa ter realizado o Enem em anos superiores ao de 2010, ter obtido nota média igual ou superior a 450 nas provas e não ter zerado a redação.

Prouni e Fies

Além do Prouni, o Governo Federal possui outro programa que também pretende aumentar o acesso as universidades e aos cursos superiores, é o Fies, o Fundo de Financiamento Estudantil. Apesar de possuírem o mesmo objetivo, o Fies funciona de maneira diferente. Ele oferece a possibilidade de financiamento para custear o valor pago na mensalidade dos cursos superiores. O candidado ao Prouni que não conseguir uma bolsa integral, pode financiar o valor restante pelo Fies. Inscrições Todo o processo seletivo, incluindo inscrições, documentação e resultados, do Prouni é feito pela internet, no site: http://siteprouni.mec.gov.br/. Até a próxima pessoal!

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Cursos rápidos de férias - Grátis

Cursos rápidos de férias

Sem dúvida é uma excelente chance de sair na frente dos seus concorrentes em busca de uma vaga de emprego.

Só no SENAC de São Paulo são 4 mil vagas rápidas disponíveis e grátis, porém algumas outras instituições também disponibilizam este tipo de curso de férias, que são uma espécie de intensivo, porém com um custa a parti de R$ 100,00.

Geralmente nas férias a gente vai pra praia, ou sai para algum outro lugar para variar um pouco e sair daquela rotina do dia a dia, porém que quer melhorar sua posição no mercado de trabalho aproveita as férias aonde a maioria para tudo, para se especializar e adquirir novos conhecimentos. Os dados da FIPE e CATHO indicam que no mês de Janeiro 2014 foram 7 vagas disponíveis para cada 10 candidatos o que significa que é preciso estar qualificado, tanto na área de informática como outras áreas fundamentais.



Os cursos rápidos ajudam o profissional a entrar  com mais facilidade no mercado de trabalho e duram de uma semana a um mês, só no SENAC São Paulo são disponibilizados mais de 240 cursos grátis oferecidos durantes as férias, os mais procurados são: Moda, Gastronomia, Nutrição, Hotelaria e Eventos.

A consultora em Educação, Fátima Motta falou sobre Cursos rápidos e afirmou que são cursos que abrem diversos horizontes na vida das pessoas, desenvolvem novas habilidades que muitas vezes nem mesmo a própria pessoa sabia que tinha e podem se tornar um diferencial até mesmo perante os olhos da empresa que você trabalha, pois é uma pessoa que se atualiza, se reclica e está sempre buscando melhorar, muitas vezes conseguindo um cargo melhor e consequentemente um salário melhor.

Fátima diz também que é interessante buscar conhecimento até mesmo em áreas que não tem exatamente tudo a ver com aquilo que você já faz, abrindo assim um leque maior de possibilidades em sua carreira e quem sabe até descobrindo que a área que você atua não é exatamente aquilo que você gosta, muitas vezes a pessoa se encontra fazendo um curso rápido e posteriormente pode buscar aprimorar-se naquela determinada descoberta, afinal de contas o importante é trabalhar naquilo que você gosta para que por vezes até mesmo nem parece que você está trabalhando.

Se você busca ser um empreendedor, ou seja, abrir sua própria empresa, é interessante fazer cursos de liderança, pois um empresário precisa ser líder, precisa saber liderar. Cursos rápidos devem servir apenas para servir de estímulo para você se descobrir, mas é preciso buscar maiores conhecimentos para ser mais valorizado no mercado.

Concursos 2015 Confira Dicas de Cursos

Cada ano que passa os concursos acabam ficando mais difíceis e acima de tudo mais concorridos. Cada vez mais pessoas tem o sonho de conquistar definitivamente uma boa vaga no mercado de trabalho, o que poderá gerar muito mais estabilidade e segurança se a pessoa souber administrar, afinal de contas este é um tipo de emprego para a vida toda. E por isso a seguir iremos dar algumas dicas de concursos mais procurados para 2015 para que você saiba se deverá estudar bastante ou mesmo evitar este processo de seleção, por isso confira algumas informações a seguir.

Receita Federal

Quem nunca sonhou em passar em um concurso da Receita federal, este é um dos concursos mais difíceis e mais rentáveis para quem consegue o acesso, o concurso mais concorrido de 2015 certamente, principalmente devido a quantidade de vagas atreladas aos participantes. Este processo é tão concorrido devido aos salários que chegam em até R$ 7 mil reais fora seus benefícios, todas as pessoas querem ter um salário como esse para poder alçar voos mais altos, comprar sua casa própria, carro, viajar entre outras diversas coisas que o dinheiro pode comprar, mas com certeza a estabilidade conta também muito alto.

Caixa

Este é um concurso também bastante concorrido que deverá estar com as inscrições abertas inclusive muito em breve, desta vez porém será com oportunidades para profissionais de ensino médio, para se ter ideia é fundamental se preparar muito pois o percentual de candidatos por vaga poderá chegar a até 100 candidatos por vaga em algumas regiões do país. Por isso procure começar a estudar desde já antes que as inscrições sejam abertas.

Polícia federal

Este é um concurso que é complicado e possui provas confusas e difíceis, a quantidade de vagas para o público comparando com candidatos inscritos é altíssima. E para que os profissionais possam ser aprovados tanto no administrativo como também no efetivo, é fundamental se estudar muito, analisar provas anteriores e ainda tirar todos os dias um tempo para estudos, somente desta forma você irá conquistar a chance que tanto quer de se tornar policial federal.


Por isso antes de mais nada, independente do tipo de concurso que for realizar é fundamental que exista uma boa preparação, e por isso estude, e estude muito, se você verificar que esta condição é muito complicada procure por outra já que terão diversos concursos disponíveis.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Fies: aprenda como ele funciona e como se inscrever!

Quer estudar e as finanças não vão bem? Conheça tudo sobre o Fies e agarre essa chance de se qualificar pro mercado! Estudar hoje em uma faculdade, para garantir um lugar no mercado, nem sempre é fácil. Quase sempre o valor das mensalidades é bem elevado e, justamente, acaba sendo difícil conseguir um emprego com um “bom” salário para pagar a faculdade, pois, geralmente, os maiores cargos (e salários) exigem formação superior. Mas nem tudo está perdido, pois para esses casos é que surgiu o Fies! Vamos explicar como ele funciona e como é possível se inscrever.

Do que se trata o Fies?

Indo direto ao assunto, o FIES é a sigla para o Fundo de Financiamento Estudantil, programa do Ministério da Educação, financia a graduação de estudantes em instituições particulares de ensino. Para concorrer ao Fies, o estudante precisa estar matriculado em instituições com avaliação positiva no MEC. O financiamento pode ser solicitado em qualquer período do ano e a inscrição é feita no Sistema Informatizado do Fies – SisFies. A financiamento feito pelo programa é dividido em três períodos: utilização, carência e amortização. Durante o curso, na fase de utilização, o aluno vai pagar no máximo R$50 trimestrais, o valor é para o pagamento de juros. A fase de carência acontece com o curso concluído, o aluno passa 18 meses fazendo o mesmo pagamento da fase inicial, R$50 a cada três meses. O Fies tem juros de 3,4% ao ano.


Quem pode participar do Fies?

Só podem se inscrever no FIES 2014 estudantes cuja renda familiar mensal bruta seja inferior a vinte salários mínimos. Além disso, o percentual de comprometimento de tal renda mensal per capita deve ser superior a 20%. Quem concluiu os estudos regulares a partir de 2010 e deseja solicitar o financiamento, deverá ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2010 ou ano posterior. Não pode se candidatar ao FIES o estudante: - Cuja matrícula acadêmica esteja em situação de trancamento geral de disciplinas no momento da inscrição. - Que já tenha sido beneficiado com financiamento do FIES. - Inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/Creduc). - Cujo percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com o pagamento da mensalidade seja inferior a 20%. - Fiadores com restrição no SERASA/SPC, conforme a Circular n°04/2013 do FNDE. - Cuja renda familiar bruta seja superior a 20 (vinte) salários mínimos.

Como se inscrever no Fies 2015

Há algum tempo, o sistema de inscrições do FIES mudou e sua inscrição pode ser feita em qualquer data do ano. Não é mais necessário esperar um período de inscrições para fazê-lo. Essas inscrições são feitas no site do Sistema Informatizado FIES, o SisFIES, que pode ser acessado através do endereço http://sisfiesportal.mec.gov.br/. Em primeiro lugar, entre no site do sistema e clique em Inscrições. Lá você verá um pequeno formulário para ser preenchido com os seus dados, que são o seu CPF, sua data de nascimento e seu e-mail.

Conclusão
Pois é caros leitores e leitoras, espero que tenham curtido essas informações e que consigam se qualificar para esse mercado que anda tão concorrido.Até existem alguns programas da iniciativa privada como o educamaisbrasil , porém algumas taxas dele acabam deixando também difícil sua matrícula para quem não pode pagar, fazendo o FIES a melhor opção. Dúvidas e sugestões podem deixar nos comentários, até a próxima!

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Pronatec: como funciona? quem pode fazer?

Não perca mais tempo! Aprenda tudo sobre o pronatec e seus cursos, quem pode fazer, como se inscrever e muito mais Estudar sem ter con diç!oes financeiras, sempre foi um desafio enorme para nossa população de baixa renda. No Governo atual e no anterior, desde muito tempo se fala em aumentar, democratizar e aprimorar o ensino publico no Brasil. Nessas eleições de 2014 vimos muito na TV a propaganda desses programas de amparo ao trabalhador e tendemos a achar que esse programa é novo, mas não ele já vem sendo pensado desde 2011.Hoje vamos explicar como o Pronatec funciona e como é possível estudar e se qualificar gratuitamente. Confira conosco.

O que é o programa Pronatec

Indo bem direto ao ponto, o PRONATEC é um programa que significa “Programa Nacional de Acesso ao Ensino técnico e Emprego” e tem como objetivo aumentar a oferta de cursos técnico-presenciais para colocar mais rápido o jovem no mercado de trabalho, ou para pegar trabalhadores que já estão no mercado de trabalho e treiná-los. As verbas vêm do Ministério da Educação, Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Existe diversas modalidades do programa, entre eles estão o PRONATEC Jovem (que dá incentivos ao jovem que sai do ensino médio para ir direto à escola técnica), PRONATEC campo (para trabalhadores do campo, capacitando-o para o trabalho), PRONATEC Bolsa formação estudante-trabalhador (capacita o jovem enquanto ele estuda para quando sair da escola, ir direto para mercado de trabalho), PRONATEC Brasil sem miséria, entre outros, mas esses são os principais.


Como funciona seu processo seletivo?

Como ele é um programa vinculado à Instituição de ensino, não tem um processo seletivo próprio como o SiSU do Enem ou SiSUTec, mas ele é feito de acordo com critérios que essas instituições adotam para selecionar cada aluno para ser beneficiado com a oferta de vaga. Por exemplo, a instituição tem 10 vagas para ser distribuídas para uma turma de 20 alunos, vai ser feito um filtro para selecionar esses alunos de acordo com critério dessa instituição que pode selecionar por nota do aluno, desempenho, comportamento, interesse, nível de condições, etc. Com isso, o governo brasileiro tem tentado criar leis que possam beneficiar ainda mais os jovens, dando oportunidades de prepara-los para um bom futuro, tendo uma boa formação para conseguir assim um bom emprego.

Cursos oferecidos no Pronatec

São basicamente de 3 tipos: Técnico – duração mínima de um ano, para quem concluiu o nível médio; Técnico – duração mínima de um ano, para os matriculados no nível médio; Formação Inicial e Continuada ou qualificação profissional – duração mínima de dois meses, destinada a trabalhadores, estudantes de nível médio e pessoas beneficiadas por programas federais de transferência de renda.

Quem pode se inscrever?

É fato que qualquer pessoa pode se candidatar a uma vaga do Pronatec, pois o programa é aberto a todos os brasileiros. No entanto, alguns cursos dão prioridade para pessoas de baixa renda, alunos que estudaram em escolas públicas (ou em escolas particulares como bolsistas integrais), pessoas que estão desempregadas, beneficiários de programas de transferência de renda (como o Bolsa Família, por exemplo). As ofertas são feitas por instituições como os Institutos Federais tanto de ensino superior (IFRJ, IFPR, IFPB) quanto de aprendizagem (SENAI, SENAC). Como um dos critérios de seleção é o interesse, cabe ao candidato procurar saber na administração de sua instituição de ensino médio, como ela pode participar do programa. Ele deve procurar a secretaria e falar com alguém para saber se na sua situação pode conseguir uma vaga, ou ligar para algum instituo Federal ou de aprendizagem da sua cidade e perguntar sobre o programa. Depois é só fazer a inscrição pelo site oficial http://pronatec.mec.gov.br/inscricao/ Conclusão Pois é caros leitores, espero que tenham curtido essas super dicas e que consigam fazer seu curso pronatec com todo sucesso do mundo! Um outro programa bem bacana que também tem feito muito sucesso é o educa mais , juntamente com Sisu e Sisutec, sugiro que conheçam também ! Dúvidas e sugestões podem deixar nos comentários

domingo, 28 de dezembro de 2014

Empréstimo Consignado:é mesmo vantajoso?

Veja como funciona o empréstimo consignado, por que ele é vantajoso e que cuidados tomar antes de contratar o seu A economia do nosso país não vai nada bem. Nessa época do ano, muitas famílias encontram-se endividadas, ou mesmo precisam de uma pequena ajuda para movimentar seu negócio. Com isso, mais e mais pessoas recorrem aos famosos empréstimos de financeiras como losango ou Bv financeira. Porém, uma modalidade de empreéstimo que tem voltado a tona nessa época, é o famoso empréstimo consignado. Vamos explicar um pouco sobre como ele funciona e se existem vantagens em sua contratação. Acompanhe a seguir com a gente.

O que é um empréstimo consignado?

Crédito consignado ou empréstimo consignado é aquele que é atrelado ao seu pagamento. As empresas financeiras tem contrato com sua empresa e o valor da prestação é descontado diretamente do pagamento de quem fez o empréstimo.O Crédito Consignado oferece aos funcionários de empresas públicas, privadas uma linha de crédito pessoal, com taxas reduzidas e pagamento facilitado. As parcelas do Crédito Consignado são fixas e debitadas direto da folha de pagamento. Vamos falar um pouco sobre as vantagens desse modelo.

Quais as vantagens desse tipo de empréstimo?

São várias, dentre elas podemos citar: Acesso a uma linha de crédito diferenciada, com taxas de juros competitivas, abaixo das praticadas em outros produtos de crédito pessoal; Facilidade, privacidade, comodidade e agilidade na obtenção do crédito; Crédito feito diretamente na conta-corrente do aposentado, pensionista ou funcionário; Parcelas descontadas diretamente na folha de pagamento; Rapidez na liberação do crédito, pois a operação não exige avalista e nem consulta ao SPC e Serasa.

Quais cuidados é preciso tomar antes de contratar

Embora existam as vantagens citadas acima, é preciso tomar algumas precauções: -Uma dica importante é evitar intermediários. O empréstimo deve ser contratado diretamente nas agências bancárias ou empresas financeiras, após pesquisa das taxas disponíveis no mercado. E Mesmo quando da aposentadoria ou movimentação interna, decorrente de exoneração ou não, os contratos assumidos pelos funcionários sempre migram de forma automática para a nova unidade de lotação, evitando-se a inadimplência junto ao banco - Leia com muita atenção o contrato antes de assinar -Pesquise taxas de juros em estabelecimentos similares, dando preferência a instituições ja famosas no mercado com produtos conhecidos, como por exemplo o bmg consig , itau e outros. -O Código de Defesa do Consumidor exige que os estabelecimentos informem exatamente os juros que estão sendo cobrados do cliente, exija seus direitos -Compare as condições dos diversos prazos possíveis, não apenas o valor da prestação, também o valor dos juros pagos. Conclusão Pois é caros leitores e leitoras, espero que as dicas tenham sido úteis e que consigam contratar seu empréstimo consignado com sucesso, se ele for mesmo necessário. Se houverem dúvidas ou sugestões de novos artigos, podem deixar nos comentários ok?